Tatiana Guimarães | Psicodiagnóstico Infantil

O psicodiagnóstico infantil é um processo de avaliação psicológica feita por um psicólogo, que ocorre no contexto clínico. Basicamente, o psicodiagnóstico tem como objetivo identificar forças e fraquezas do funcionamento psicológico do sujeito, com enfoque nos aspectos psicopatológicos.

Diferentemente da psicoterapia, o psicodiagnóstico é delimitado no tempo. Há, portanto, algumas etapas básicas deste processo, sendo elas: o enquadre, em que são realizados os acordos com paciente como os valores, os prazos, objetivos, entre outros; a anamnese (entrevista com os pais ou responsáveis); aplicação da bateria de testes; correção e análise de dados; devolutiva, que deve ser dada a quem de direito e respeitando o sigilo profissional.

No caso do psicodiagnóstico com crianças, existem algumas especificidades a serem consideradas. A criança deve ser sempre compreendida como parte de seu contexto, assim o psicólogo que trabalha com crianças jamais deve ignorar sua família. Neste caso, a família deve estar presente no processo de psicodiagnóstico, principalmente no momento do enquadre, da anamnese e da devolutiva. Dependendo da problemática apresentada pela criança se faz necessário que o psicólogo busque maiores esclarecimentos com outros profissionais, por isso torna-se necessário a realização de contatos externos: no colégio (orientador educacional), com médicos (pediatra, neurologista), com fonoaudiólogo e etc. Neste caso o psicólogo irá avaliar qual a melhor forma de obter as informações necessárias. Podendo fazer contato telefônico, pessoalmente ou solicitar um relatório.

A avaliação com criança não pode ser rígida, mas sim buscar os principais recursos capazes de acessar o universo infantil e fornecer dados importantes para a compreensão deste sujeito. Portanto, não se pode falar em psicodiagnóstico infantil sem se considerar uma avaliação lúdica. Por fim, se deve haver cautela com as conclusões precipitadas de processos avaliativos, com as crianças, que estão em plena maturação e desenvolvimento, o cuidado com as hipóteses diagnósticas deve ser redobrado. Os resultados da avaliação psicodiagnóstica constituem um retrato do momento da criança, que é influenciado por vários contextos e fatores, portanto, jamais devem ser tomados como verdades absolutas!

Tags Psicodiagnóstico Infantil BH | Psicóloga Infantil BH | Tatiana Guimarães

Clínica Ciranda Sistêmica

Rua dos Tupis, 38 - Sala 2104  - 21º Andar 

Centro - Belo Horizonte - MG

 

CEP: 30190-060

(31) 99922-7727

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle